Artigos

No último artigo compartilhado pela IMBR Agro, o foco esteve em apontar que, apesar de a agriculta se apresentar como uma atividade de alto risco, dado o seu contexto sistemático, a presença de novas tecnologias de Big Data e Machine Learning, assim como as soluções da startup, possibilitam maior segurança e previsibilidade às operações financeiras no campo. Mais especificamente, neste artigo, falaremos sobre a utilização dos produtos da IMBR Agro no contexto do seguro agrícola.

A atividade agrícola brasileira possui importância socioeconômica indiscutível. Além de gerar renda, a agricultura alimenta, não somente a população brasileira, mas, também, desempenha importância ímpar no quesito da segurança alimentar mundial.

Ao se debruçar sobre a teoria microeconômica, aquela vertente da ciência econômica que estuda separadamente cada um de seus mercados, será possível conhecer um pouco melhor algumas dinâmicas bem particulares do setor agropecuário. Para ilustrar o que foi dito, pode-se dar luz ao quê Besanko e Braeutigam, em seu livro sobre microeconomia, indicam como um “mercado perfeitamente competitivo”:

A IMBR Agro traz sua inovação no nome: uma matriz, desenvolvida para a agricultura brasileira, que é capaz de entregar valor aos seus usuários e usuárias, ao apontar o real risco sistêmico atrelado a qualquer ativo rural espalhado por todo território nacional. De longe, esta tarefa não é fácil. Cada canto do nosso país possui uma história única, a qual, caso não for bem contada, trará problemas graves a toda uma cadeia.

A resposta para a pergunta acima é não. Com base no primeiro período deste artigo, provavelmente o leitor pensará que o resto da leitura será redundante. Contudo, ainda há diversas questões a serem exploradas sobre a relação entre um dos fatores estudados pelo ser humano há séculos e o setor que promove paz aos tempos modernos.